Follow by Email/Siga-me por mail

sexta-feira, 11 de setembro de 2015

Caldete de Tintureira

As minhas raízes são alentejanas!  Do Baixo Alentejo com toda a sua beleza e riqueza de costumes.

Sou franca que não sou fã de açordas, mas adoro migas. E, gosto mais ainda do "Caldete de Cação" que a minha mãe sempre muito bem fez!

Apesar de não gostar de cozinhar, ela faz este prato muitissimo bem, e a receita é a dela!

Caldete é como lhe chamamos na nossa terra alentejana, mas há quem lhe chame sopa ou açorda e o sirva como entrada.

Para nós, é prato principal.

O cação é difícil de encontrar na peixaria, por isso, substitui-o pela tintureira!

Ficou igualmente aprovado.



Ingredientes:

3 postas grandes de tintureira
8 dentes alho
sumo de 1 limão
1 cebola
1 folha louro
1 pitada colorau
1 molho de coentros
30 ml vinagre
30 ml azeite
sal e pimenta a gosto
2 c sopa farinha
água qb para cozer o peixe


Preparação:

Na véspera temperei a tintureira com limão, e cerca de 6 dentes de alho picados, louro, sal e pimenta a gosto.
Se o fizer no dia em que o vai consumir tempere-o com o vinagre algumas horas antes e depois inclua-o no caldo.

Leve ao lume uma panela com azeite, a cebola e os restantes dentes de alho e refogue.

Adicione o peixe, a marinada, e um pouco de água e deixe cozer cerca de 15 minutos

Retire a tintureira e reserve.

Retire um pouco de caldo e numa taça misture com a farinha. Verta para a panela e deixe cozer, para engrossar, cerca de 5 minutos.

Volte a colocar a tintureira e introduza os coentros picados.

Sirva o peixe num prato fundo com sopas de pão alentejano. Regue com bastante caldo para que o pão fique ensopado.

Bom apetite!




Sem comentários:

Enviar um comentário

Author

PageRank